logo colégio sigma
Agende uma visita
Menu

Aulas diferenciadas promovem o comprometimento dos alunos

Há pouco mais de um ano os professores se reinventaram da noite para o dia para garantir que os alunos recebessem um ensino de qualidade. Eles se adaptaram a uma nova rotina e reformularam as dinâmicas em sala de aula como uma forma de manter o interesse dos estudantes. Para a professora de História do Colégio Sigma, Edna Akemi, foi um momento complicado, pois não tinha muito contato com a tecnologia. “Mas com o passar dos dias eu fui encontrando a melhor forma de passar os conteúdos e vendo o que dava ou não certo com cada turma”, afirma.

Edna conta que seguiu dois caminhos para deixar as aulas mais dinâmicas e atrativas. O primeiro foi a criação de mapas mentais. “Eu sempre gostei de desenhar, então, junto com os alunos, nós criamos esses materiais que os auxiliam nos estudos”, conta. E o segundo foi a utilização de plataformas como o Quizizz, que permite a criação de jogos de múltipla escolha, quebra-cabeças, quizes, entre outros. “Nas aulas presenciais eu sempre usei muitos jogos, como Batalha Naval, então uma forma de adaptar esse momento foi trazendo essa ferramenta, onde os alunos competem entre si e revisam o conteúdo ao mesmo tempo”.

E o retorno dos alunos tem sido positivo. “Eles gostam bastante de participar da construção dos mapas mentais e sempre pedem por novos jogos”, afirma. Além disso, a professora também tem realizado análise de filmes durante as aulas. “Dessa forma, os alunos podem ter uma visão diferenciada sobre o fato que estamos estudando em sala”, conta. “Eu também busco levar para as aulas vídeos e reportagens com conteúdos atuais, que tenham relação com as atividades”.

A professora aponta que a utilização de tecnologia e novas ferramentas nas aulas criou um processo de ruptura muito grande no sistema educacional. “É um caminho sem volta. Nós não estávamos preparados para esse processo tão rápido, mas hoje já estamos nos adaptando da melhor forma”. Edna afirma que essa realidade já é intrínseca nos alunos. “Para eles já é algo natural e simples. Os estudantes já se habituaram a, por exemplo, elaborar trabalhos em vídeos e animações”, finaliza.

 

Postado porKarla Monteiro

Postado em19 de julho de 2021


Palavras chave:

Blog do Sigma DF

Ver todasclique para conhecer mais
receba nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades por e-mail

entre em contato

Entre em contato

Entre em contato que nós iremos responder assim que possível.

Copyright © | - Todos os Direitos Reservado por

Termos de Uso|Politica de Privacidade
Ligarclique para ligar