Skip to main content

Ensinamento, reflexão e debate: estudantes do Sigma participam de aulão interdisciplinar sobre a guerra entre Rússia e Ucrânia

Ao abordar os aspectos do conflito pela ótica da geopolítica, professores de Geografia e Redação estimularam o espírito argumentativo, o senso crítico e a capacidade empática dos alunos do 3º ano do Ensino Médio

Atuando para estimular o crescimento acadêmico, profissional, pessoal e social dos estudantes, o Colégio Sigma promoveu, em março, um aulão interdisciplinar para mais de 130 alunos do 3º ano do Ensino Médio com o Tema “O valor da Guerra”. Durante a aula, realizada na unidade da 912 Sul do Sigma, professores de Redação e Geografia da instituição expuseram informações e propuseram reflexão e debate acerca de aspectos relacionados com o conflito entre Rússia e Ucrânia, iniciado em 24 de fevereiro a partir da invasão russa ao território ucraniano. 

Ângela Miranda, professora de Redação do Colégio Sigma, defende que além de desenvolver o espírito argumentativo e capacitar o estudante a compreender os fatos que podem influenciar diretamente seu cotidiano, abordar temáticas atuais amplia a formação dos cidadãos: “ao fomentar o senso crítico, diante dos fenômenos do mundo, auxilia também na articulação dos pensamentos para compreensão de causas e consequências do que vivenciamos hoje. É uma forma de observarmos a história mundial ser escrita diante de nossos olhos”, explica. 

“O aulão contou com participação maciça e engajada dos alunos do 3º ano e permitiu ensinamentos de assuntos necessários, pois nós, professores, precisamos incluir discussões, de maneira embasada, sobre temas atuais. É importante falarmos das guerras, ainda mais de maneira interdisciplinar, porque, podemos provocar reflexões e contextualizar importantes assuntos como: as diferenças sociais e injustiças que existem no mundo, abordar a empatia com pessoas que vivem essa realidade de perto, além da promoção da cultura de paz e não violência”, aponta. 

Preparação

Além disso, vale pontuar que acontecimentos recentes são recorrentes nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e outros vestibulares, podendo ser encaixados nos mais diversos conteúdos em cada disciplina dos exames ou como tema de redação. “Para a realização destas provas, o aluno precisa relacionar toda a bagagem teórica adquirida com a realidade que o cerca. As chamadas atualidades aparecem em questões de diversas disciplinas, geralmente associadas, baseadas nos eventos mais recentes do Brasil e do mundo”, argumenta Ângela.