Skip to main content

Programa auxilia crianças a desenvolverem habilidades e competências para a vida

Como uma forma de oferecer mais um espaço de escuta ativa para os alunos, o Colégio Sigma inicia, em 2022, o Laboratório Inteligência de Vida – LIV. O programa, da Eleva Educação, tem como objetivo desenvolver competências socioemocionais de crianças e jovens de todo o Brasil. Na escola, ele será voltado para os alunos do Ensino Fundamental – Anos Iniciais, dentro das aulas de Convivência Ética. 

Paula Cavalcante, coordenadora da Convivência Ética, conta que o LIV trabalhará com as crianças temas como: emoções, autoconhecimento, conhecimento  de grupo, comunicação, possíveis casos de bullying, uso do ambiente virtual  e outros. “O programa ajuda os alunos a conhecerem seus sentimentos e a desenvolverem habilidades e competências para a vida”, afirma. “Ele possui um material didático que oferece um suporte a mais para os professores abordarem os assuntos em sala de aula”.

Cada turma tem um planejamento específico com tarefas na escola e em casa. Os alunos do 1º ao 3º ano focam em atividades relacionadas ao autoconhecimento, relação com o próximo, emoções e possíveis problemas de convivência; já o 4º e 5º ano trabalham com todos os assuntos de forma geral, para colocar em prática o que aprenderam no decorrer dos Anos Iniciais.  “Nós realizamos momentos mais lúdicos, com jogos, análise de textos e vídeos, entre outros”, conta Paula. “São exercícios que pedem que eles pensem em determinadas situações para conseguir solucionar um problema, por exemplo”. 

A coordenadora aponta que é importante promover esses momentos com as crianças desde cedo. “Nós, enquanto educadores, devemos oferecer uma formação integral para os alunos, e não apenas só de maneira cognitiva, mas também o emocional, pensamento crítico, relacionamento interpessoal e outros”, afirma. “E o Laboratório Inteligência de Vida veio para isso. Quanto antes eles se conhecerem e aprenderem a controlar as emoções e a expressar os sentimentos, melhor será no futuro.  Eles irão se tornar adolescentes e adultos mais conscientes e capazes de lidar melhor com situações adversas na vida”

Paula também acrescenta que os professores dos Anos Iniciais passam por diversos processos formativos. “É uma forma de ajudá-los a trabalhar com determinadas questões que possam surgir durante as aulas do LIV e que talvez eles não tenham o conhecimento total para lidar com o tema”, comenta. “As formações são para prepará-los de modo que eles consigam orientar as crianças”, finaliza. 

 

Veja também nas nossas redes.