logo colégio sigma
Agende uma visita
Menu

Campanhas e lives visam o bem-estar físico e emocional de colaboradores e professores e famílias do sigma

Frustrações diárias, ansiedade, medo e angústia são alguns dos sentimentos que surgiram ou ficaram ainda mais evidentes com o isolamento social. A preocupação com a saúde mental dos alunos, pais, professores e colaboradores durante este período tem sido um dos pilares do Colégio Sigma. “Nós buscamos estreitar ainda mais o nosso relacionamento com todos. Os nossos canais de comunicação estão abertos para oferecer todo o apoio necessário e assim procurar garantir o bem-estar de cada um”, comenta Carol Darolt, Diretora Pedagógica da escola.

Como uma forma de manter um diálogo direto com todos, periodicamente, a escola realiza pesquisas para acompanhar e mapear o nível de engajamento e satisfação de cada grupo. “Os resultados são fundamentais para conseguirmos oferecer todo o suporte necessário e ajustar o que não está funcionando no formato online”, afirma.Além disso, o Sigma tem realizados lives com especialistas na área da Educação, que orientam como manter a rotina e passar por esse período de pandemia e isolamento social de forma saudável, leve e sem tantas cobranças. “Estamos vivenciando um momento atípico, então os nossos eventos têm como objetivo trazer mais segurança para as famílias, jovens e crianças e mostrar que nós estamos aqui por eles”, finaliza.Cuidando da GenteCom o intuito de oferecer um espaço de escuta e diálogo para todos os colaboradores e professores, o Colégio Sigma criou a campanha “Cuidando da Gente”. Com encontros quinzenais no Google Meet e com um grupo no WhatsApp todos os funcionários que tiverem interesse podem compartilhar o que estão fazendo durante o período de isolamento social para aliviar a angústia, otimizar o tempo de trabalho ou trocar experiências. “O objetivo é ter uma roda de conversa com eles e, principalmente, saber como todos estão lidando com esse cenário, priorizando a saúde física e emocional de cada um”, comenta Paula Cavalcante, coordenadora da Convivência Ética.

Segundo Paula, cada pessoa está reagindo de uma forma diferente diante do isolamento social e das restrições atuais e todos esses sentimentos são legítimos. “Nesse momento nós precisamos ser a nossa ‘equipe de ajuda’ e amparar o próximo”, ressalta. “É importante que todos expressem o que estão sentindo e que também tenham a empatia de ouvir o que o outro sente”, afirma.

A professora conta que cada encontro possui uma proposta diferente, como dicas de exercícios físicos para serem feitos em casa, alongamento, meditação, yoga, músicas e até o compartilhamento de receitas. “Além de ser um espaço de escuta é também um local para desligar um pouco do trabalho e do que o aflige”, comenta. “Os encontros são uma tentativa de tornar esse momento mais leve e menos estressante”, finaliza.

Roseane Macedo, orientadora do Ensino Fundamental – Anos Finais, da unidade da 910 Norte, aponta que a iniciativa chegou na hora certa. “Já que não estamos tendo o convívio da sala dos professores e da escola em geral, os encontros são uma forma diferente de cuidar da gente, com bate-papos, alongamentos, meditação e várias outras coisas”.

Para a orientadora, os encontros têm sido muito proveitosos. São dias em que ela e outros colaboradores e professores podem compartilhar histórias, experiências, alegrias e tristezas. “São momentos de trocas, palavras de afeto e empatia”, afirma. “Além disso, estamos tendo a oportunidade de conhecer novas pessoas dentro da escola, já que nem todo mundo se conhece e se encontra, por sermos muitas vezes de unidades diferentes”, finaliza.

Postado por jussi

30 de setembro de 2020

Palavras chave:

entre em contato

Entre em contato

Entre em contato que nós iremos responder assim que possível.

Copyright © | - Todos os Direitos Reservado por

Termos de Uso|Politica de Privacidade
Ligarclique para ligar