logo colégio sigma
Agende uma visita
Menu

Ensino híbrido: como é aplicado na prática? Os 4 desafios!

Alunos do Sigma em sala de aula, durante ensino híbrido

Um dos grandes desafios das instituições de ensino atuais é aplicar um modelo de ensino moderno, que se afaste do modelo tradicional. E é justamente por esse motivo que o ensino híbrido foi desenvolvido.

Com uma metodologia desenvolvida para potencializar o aprendizado e o desenvolvimento do aluno, o ensino híbrido ou blended learning é uma das maiores tendências da Educação Básica.

Esse modelo é uma mescla do presencial com a proposta de aprendizado online. Nele, há uma integração entre o ambiente virtual e a educação.

No entanto, o modelo vai muito além do uso de computadores. O ensino híbrido é uma mistura de metodologias, e essa mescla impacta tanto a ação do professor quanto dos estudantes nas situações de aprendizado.

O papel do professor conta com algumas alterações em relação à rotina de estudos dos alunos. Mas como isso acontece na prática? É isso que você verá a seguir!

O que é ensino híbrido

Antes de mais nada, você precisa entender, de fato, o que é o modelo de ensino híbrido. Como destacamos antes, essa nova metodologia tem por objetivo aliar os métodos de aprendizado presencial e online.

Diferentemente do modelo convencional, há uma maior integração com as novas tecnologias aplicadas ao desenvolvimento dos alunos.

Além disso, é essencial que a instituição de ensino busque aplicar essas tecnologias e ferramentas especialmente com o objetivo de potencializar o aprendizado dos estudantes.

Desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, o modelo busca trazer técnicas que se adequem ao processo de aprendizagem dos alunos. 

O processo de aprendizagem

Apesar de ser composto por diversas técnicas, no modelo de ensino híbrido, o processo de aprendizado acontece especialmente com o estabelecimento de um planejamento bem definido de aula.

Com a possibilidade de aplicar diferentes metodologias de aprendizado, é fundamental que a instituição de ensino, na figura do professor, desenvolva condições para que o aluno possa, de fato, aprender.

E uma das formas de aplicação desse processo se dá com o aprendizado baseado na resolução de problemas: o educando propõe desafios e situações para que o aluno possa desenvolver suas próprias soluções.

Logo, há um estímulo ao pensamento crítico e ao raciocínio lógico que auxilia no desenvolvimento intelectual, social e cultural do estudante.

Justamente por isso é que o modelo vem sendo aplicado na proposta pedagógica do Colégio Sigma

O plano de aula do ensino híbrido

Mas para que isso aconteça, é essencial que seja estabelecido um plano de aula de ensino híbrido com apoio ao desenvolvimento do aluno.

Em sua rotina de estudos, o estudante entra em contato com diferentes fontes de conhecimento a partir da mescla dos ambientes presencial e virtual.

O principal objetivo do plano de aula do modelo híbrido é fazer com que a busca pelo conhecimento seja mais interativa e personalizada.

A partir dele, é possível fazer com que o aluno tenha um aprendizado muito mais colaborativo e completo.

No plano de aula, ainda são estabelecidos os principais canais de aprendizado, bem como a organização do cronograma de estudos, em que são estabelecidos os principais temas e os tópicos do desenvolvimento do estudante. 

Como funciona o modelo de ensino híbrido

Na prática, o processo de aprendizado com o modelo de ensino híbrido se dá com a metodologia de laboratório rotacional.

Com isso, a ideia é, basicamente, realizar a divisão dos estudantes em dois espaços de aprendizado: um deles é o presencial, ou seja, a sala de aula convencional; já o segundo é o espaço virtual, um ambiente reservado para o uso de tecnologias como computadores ou dispositivos com acesso à internet. 

Em alguns casos, o ambiente é estendido também para fora do ambiente escolar, com uma plataforma interativa para acesso dos alunos em casa. 

Sala de aula invertida

Outra das metodologias aplicadas no ensino híbrido é a sala de aula invertida. O método, aliás, vem sendo utilizado na educação em redor de todo o mundo.

A sua aplicação se dá em três fases diferentes:

- Primeira: fase em que o aluno estuda o conteúdo a ser ministrado em sala de aula antes. Isso o ajuda a se preparar para as atividades e os desafios que serão aplicados no ambiente escolar. O estudo pode ser feito com base em materiais e conteúdos selecionados pelo professor, inclusive em uma plataforma própria da instituição de ensino;

- Segunda: na segunda fase, em sala de aula, o aluno coloca em prática aquilo que já estudou antes. Com isso, o objetivo é construir um aprendizado completo, com apoio do educador. Nesse sentido, a sala de aula é transformada em um ambiente de interações mais dinâmicas e interativas;

- Terceira: por fim, na terceira fase, o estudante aprofunda o que foi estudado. Essa fase serve como um complemento ao desenvolvimento do aluno. Em geral, esse momento se concentra no ambiente virtual, por meio de pesquisas complementares ao que foi aprendido.

Ambiente virtual

E por falar em ambiente virtual, ele desempenha um papel essencial no processo de aprendizado no modelo de aprendizagem híbrido.

A sua mescla com o ambiente presencial estimula o conhecimento do aluno com base nas novas tecnologias, o que promove a dinamicidade ao conteúdo. 

E para um conhecimento mais amplo da disciplina, o aluno pode complementar o seu estudo por meio de projetos e pesquisas feitas nesse ambiente virtual.

Rotina de estudos

Para uma rotina de estudos completa, a mescla entre o presencial e o virtual traz uma combinação maior de experiências.

Estar em contato com as novas tecnologias é também uma forma de fazer com que o aluno aprenda. Dessa forma, o maior objetivo é promover uma reorganização do ensino convencional, potencializando o aprendizado do estudante.

Para que isso ocorra, o cronograma de estudos pode ser definido tanto por rotação de estações, em que cada estação conta com um objetivo de aprendizado específico, quanto por rotação individual, em que o foco é no aprendizado personalizado do aluno.

Os 4 desafios do ensino híbrido na Educação Básica

Contudo, a aplicação do ensino híbrido na Educação Básica, seja nas primeiras fases do ensino infantil, seja no final do Ensino Médio, apresenta alguns desafios. Apesar dos benefícios do modelo, existem algumas barreiras, especialmente no contexto da educação pública.

Tecnologia de qualidade

Um desses desafios diz respeito à aplicação de uma tecnologia de qualidade, que proporcione as condições de aprendizado ideais para os alunos.

É comum vermos, no ensino brasileiro, a dificuldade de aplicação dessas tecnologias, o que afeta o desenvolvimento das condições para a prática do modelo. 

Déficit de infraestrutura

Outro desafio é a adequação de uma infraestrutura para que o modelo híbrido seja aplicado tanto no ambiente presencial quanto no virtual.

A aplicação do modelo exige uma estrutura completa para o apoio ao aprendizado do aluno, o que só é feito por meio de investimento. 

Especialização profissional

Assim como a infraestrutura, a especialização profissional para que o modelo seja corretamente aplicado é fundamental.

O educador necessita de uma especialização para lidar com as novas tecnologias e integrá-las ao ensino convencional. 

Elaboração do plano de aula

Por fim, outro dos desafios do ensino híbrido na educação brasileira é a elaboração correta do plano de aula.

O cronograma de aprendizado do aluno deve proporcionar as condições para o seu desenvolvimento de uma forma dinâmica e interativa. 

Benefícios do modelo híbrido na Educação Básica

Apesar de muitos desafios, a aplicação do ensino híbrido na aprendizagem do aluno traz diversos benefícios, em especial:

- Facilidade do aprendizado do aluno;

- Dinamicidade das aulas e conteúdos ministrados;

- Maior integração entre alunos e professor;

- Aprendizado personalizado, com base nas necessidades do aluno;

- Autonomia nos estudos;

- Apoio na construção de um conhecimento completo;

- Desenvolvimento de conexões e habilidades sociais e intelectuais.

Um dos mais conceituados colégios particulares em Brasília, o Colégio Sigma, busca aplicar o ensino híbrido em sua proposta pedagógica. Aqui, a força da transformação move o aprendizado.

Somos uma instituição de ensino que acredita na potência infinita de cada um. Por isso, estimulamos o protagonismo, o olhar crítico e a capacidade de realização de cada aluno.

Para isso, oferecemos uma estrutura completa para o desenvolvimento do aluno, além de uma educação de qualidade, abrangendo projetos multidisciplinares que geram reflexões e experiências que contribuem muito no percurso da aprendizagem.

Conheça o Sigma e todos os nossos diferenciais visitando o nosso site!

Quero saber mais sobre o Sigma!

Postado porColégio Sigma

Postado em28 de maio de 2021


Palavras chave:

Blog do Sigma DF

Ver todasclique para conhecer mais
receba nossa newsletter

Assine nossa newsletter e receba as últimas novidades por e-mail

entre em contato

Entre em contato

Entre em contato que nós iremos responder assim que possível.

Copyright © | - Todos os Direitos Reservado por

Termos de Uso|Politica de Privacidade
Ligarclique para ligar